Tudo sobre filhotes! Tire suas dúvidas sobre a fase mais importante de um cão



Se a rotina com seu filhote está um pouco tumultuada, ou você quer se preparar pra em breve se tornar um pai de pet, esse conteúdo vai ser bem útil pra você. Trazer um novo cachorrinho para casa exige muita preparação, trabalho, paciência e amor. Então não se espante se ele fizer xixi nos tapetes da casa, se ele comer seus calçados ou chorar a noite toda. É normal e passa à medida que o filhote começa a se sentir confortável e seguro no seu mundo, e pra te ajudar nesse processo de adaptação, vamos listar algumas recomendações e cuidados pra você ter com seu filhote nesse processo de adaptação ao novo lar.




CONTEÚDO TAMBÉM DISPONÍVEL EM VÍDEO. ASSISTA:



1) Prepare sua casa pra receber o filhote:


Observe se tem algum item que pode ser perigoso pro seu filhote, e tire ele do alcance, é a mesma regra que muita gente usa com bebês e crianças pequenas, pra evitar acidentes. Os filhotes são naturalmente curiosos e eles vão explorar o território e tudo o que eles encontrarem, então evite deixar cabos elétricos, produtos químicos, plantas, tapetes, chinelos, embalagens e coisas que quebram ao alcance deles porque a chance de acidentes e prejuízos é grande. Alguns especialistas recomendam que você faça um cercado e mantenha seu filhote nesse espaço a maior parte do tempo durante as primeiras semanas, e aí eu vou deixar a minha opinião pessoal, eu nunca fiz isso com a Lisa e não faria com qualquer cachorro, ao menos que eu morasse numa casa com quintal, ela poderia ter o espaço adaptado pra ela na parte de fora da casa, mas como eu moro em apartamento, deixo ela solta e sem objetos perigosos ao alcance. E hoje com 8 meses, ela já não come os chinelos, mas ela já estragou muito sapato nos primeiros meses de vida, então eu te garanto que essa questão de comer calçado por exemplo vai passar conforme ela cresce.



2) Garanta as compras do pet-shop:


Outra dica útil pra receber o filhote em casa: se você acabou de adotar ou comprar seu doguinho, passa no pet-shop e compra a ração, os comedouros e bebedouros mais indicados pra sua raça, por exemplo, se eles forem peludinhos, existe o bebedouro vida mansa que não molha os pelos e evita bagunça no chão da casa. Compra alguns brinquedos, uma caminha, principalmente se for inverno ou se você morar em lugares frios, e se o seu filhote for um pouco mais velho, ou você quiser se antecipar, escolha coleira e a guia para os passeios, que só são indicados depois que o seu filhote tiver tomado todas as vacinas.


3) Crie rotina alimentar desde cedo:


Mais uma dica, é que desde cedo, você comece a criar uma rotina alimentar, com horários, porções e sabores. Existem muitas opções, ração seca, úmida, alimentação natural...

Uma dica na hora de decidir, é que você considere a sua rotina e seu orçamento, se tiver tempo pra preparar a comida do seu cachorro, a alimentação natural é a melhor opção, você só precisa desse tempo e de um acompanhamento do veterinário que vai te ajudar a fazer um cardápio adequado para as necessidades específicas do seu filhote. Você pode comprar alimento natural pronto, que costuma ser a opção mais cara, mas é prático e saudável, ou você pode ir pra ração, que é de longe, a opção mais prática, tanto pra servir, quanto pra guardar, e se encaixa em rotinas mais corridas. Eu recomendo que você escolha uma ração super premium e nesse segmentos tem várias marcas e preços, com uma garantia maior e melhor de nutrição pro seu filhote. E se você quiser saber mais sobre ração, quais nutrientes são essenciais, eu indico esse vídeo onde eu falo bastante sobre este tipo de alimentação:


Outra dica, é treinar seu filhote a dormir no lugar certo. Pra isso você precisa oferecer uma estrutura pra ele, então se você já passou no pet-shop e comprou a caminha, escolha um lugar preferencialmente onde outras pessoas estejam por perto, para que seu cachorro não fique sozinho nas primeiras semanas no novo lar, porque a chance dele chorar a noite toda estando sozinho é grande.

E eu nunca recomendo que seu cachorro durma na cama com você, porque depois se você precisar tirar esse costume dele, pode ser bem complicado, principalmente quando ele se tornar adulto, os especialistas dizem que o melhor momento para estabelecer rotina, é na fase de filhote. E ainda, insista na aplicação da política de sono, para que todos possam ter uma boa noite de sono, incluindo seu filhote em crescimento.


4) Xixi e cocô no lugar certo:


Mais uma dica que começa cedo nos cuidados com o filhote: treine o lugar certo pra ele fazer xixi e cocô. É comum que os filhotes façam mais xixi e cocô, assim como eles comem com mais frequência que um cão adulto, fazem refeições mais vezes durante o dia. E uma técnica boa pra ele se acostumar com o lugar certo de fazer as necessidades, é que você se antecipe e leve ele pro tapete pelo menos a cada duas horas. Os estimulantes de xixi sempre deram certo com a Lisa, e por isso eu recomendo que você tenha nesse período de adaptação, e existem outras técnicas muito eficientes, que funcionam em qualquer fase da vida do cachorro e eu falo sobre isso nesse vídeo que está disponível aqui embaixo:



E mais uma dica fundamental. Ensine bons hábitos de comportamento desde cedo pro seu filhote. Mesmo tão pequenos, eles precisam aprender as regras e nessa fase eles vão compreender rápido se você for consistente.

Dá trabalho, mas vale muito a pena porque serão muitos anos de convivência com você e com outras pessoas e animais, então não se engane com aquela carinha fofa, e pra ensinar boas maneiras ao seu cachorro, pode ser necessário que você fale mais alto, e se afaste dele, demonstrando insatisfação, esse é um bom ponto de partida para ele assimilar o que pode e não pode fazer, e acredite se quiser, o treinamento de obediência aumenta o seu vínculo com seu filhote e fica mais fácil de você controlar ele em situações perigosas.


5) Leve seu filhote ao veterinário:


Dica básica. Tem que levar o filhote no veterinário para consultas e não apenas para tomar vacina. É igual bebê, tem que levar pra checar se está tudo bem, porque nesse período o filhote cresce bastante, então é bom observar o peso e avaliar se ele está se desenvolvendo direitinho, e nessa fase de adaptação é comum que você tenha dúvidas, algumas dá pra tirar aqui no site, e outras dependem da avaliação profissional, e assim você consegue prevenir problemas graves com um diagnóstico precoce.

E a saúde física anda de mãos dadas com a saúde mental do seu cachorro, então a socialização, os passeios e atividades físicas são fundamentais para um cachorro feliz, calmo e bem comportado. E quando a gente fala de um filhote que está chegando no novo lar, quanto mais amor, carinho, segurança, alimento nutritivo e um sono de qualidade, mais rápido ele vai se adaptar e melhor será esta adaptação. Não é fácil pro filhote se mudar para uma nova casa, deixar a mãe e os companheiros de ninhada, é uma experiência muito difícil para um filhote. Portanto, tente tornar a mudança o mais fácil possível para ele.


Eu espero ter te ajudado com essas dicas, e se você que já passou por essa experiência e fez algo de diferente que funcionou, comenta aqui embaixo porque assim a gente ajuda outras pessoas compartilhando o que a gente sabe de melhor sobre cães.